Arquivo do autor:pralauff

Cineclube Sala Escura (Sessão Latina) – La Buena Vida

O Cineclube Sala Escura – Sessão Latina exibe uma obra de um dos mais consagrados cineastas chilenos da atualidade.

LA BUENA VIDA

Chile/Argentina/Espanha/França/Reino Unido, 2008
Direção: Andrés Wood
Roteiro: Mamoun Hassan, Andrés Wood
Argumento: Rodrigo Bazaes
Produção: Patrício Pereira
Fotografia: Miguel Littín
Som: Miguel Hormazábal
Montagem: Andrea Chignoli
Elenco: Aline Kuppenheim, Manuela Martelli, Eduardo Paxeco, Roberto Farías, Paula Sotelo
109min, Cor, legendas em Inglês, exibição em DVD
Click aqui para ver o trailer.

Santiago do Chile, 2008. Teresa, Edmundo, Mario e Patrícia são quatro habitantes da cidade, cujas vidas se entrecruzam no meio de buzinadas, freadas e alarmes, mas que dificilmente chegam a se tocar. Submergidos pelo vórtice urbano, cada um deles persegue o seu sonho. Laureado como Melhor Filme nos Festivais de Biarritz e Huelva e ganhador do Prêmio Goya de Melhor Filme Hispano-Americano.

Andrés Wood nasceu em Santiago, em 1965, graduando-se em Economia pela Universidad Católica de Chile, em 1988. Em seguida, parte para Nova York para estudar cinema, regressando ao seu país, por volta de 1992, quando inicia a sua atividade audiovisual. O seu curta Reunión de família (1994) é o primeiro filme chileno a participar oficialmente do Festival de Clermont-Ferrand, na França. Debuta no longa com Historias de fútbol (1997), que é bem recebido pelo público. Em seguida, dirige o telefilme El desquite (1999) e o longa Febre do loco (2001), este último lançado em DVD no Brasil. Ambas produções participam de vários festivais. No entanto é com Machuca (2004) que alcança grande notoriedade internacional. O seu último longa, Violeta foi para o céu (2011), foi lançado recentemente no circuito comercial brasileiro.

Mas antes, o curta:

Imágenes reencontradas de Santiago de los Años 20 (título atribuído)

França/Chile, anos 1920
Direção, produção, fotografia e montagem: não identificados
Restauração da Divisão de Cultura do Ministério da Educação do Chile, 1995
10min, P&B, intertítulos em Francês, legendas em Castelhano, exibição em DVD

Diversas cenas da cidade de Santiago nos anos 1920: a Alameda, o Cerro Santa Lucía, Estação Mapocho, o Museu e a Escola de Belas Artes, edifícios governamentais, monumentos públicos, o Parque Cousiño, a festa da primavera, uma parada militar, a Escola de Cavalaria e a primeira locomotiva a vapor do Chile.

Após a sessão, para comemorar a volta da sessão Latina no MAM, convidamos todos a tomar uma “piscola” em nosso tradicional Tragos y Sonidos.

O Cineclube Sala Escura é uma atividade de extensão da Plataforma de Reflexão sobre o Audiovisual Latino-Americano (PRALA), vinculada ao Laboratório de Investigação Audiovisual (LIA) da Universidade Federal Fluminense (UFF).

por Fabián Núñez

Deixe um comentário

Arquivado em CINECLUBE SALA ESCURA

Dia 30/06 Sábado – Lançamento Brasil-México no Cinesul

Image

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Debate com a diretora Julia Murat

Jotuomba fica localizada no Vale do Paraíba, no estado do Rio de Janeiro. Nos anos 30 as até então ricas fazendas de café foram à falência, derrubando a economia local. Madalena (Sônia Guedes), uma velha padeira, continua vivendo na cidade. Ela é muito ligada à memória de seu marido morto, que está enterrado no único cemitério local, hoje trancado. Sua vida começa a mudar quando Rita (Lisa E. Fávaro), uma jovem fotógrafa, chega na cidade.

98 minutos. França, Brasil e Argentina
Diretor Julia Murat
Roteiro Julia Murat, Maria Clara Escobar, Felipe Sholl
Fotografia Lucio Bonelli
Montagem Marina Meliande
Música Lucas Marcier
Elenco Sonia Guedes, Lisa E. Favero, Luis Serra, Ricardo Merkin, Antonio dos Santos
Produtor Lucia Murat
Produção Taiga Filmes
Site www.taigafilmes.com

Deixe um comentário

Arquivado em CINECLUBE SALA ESCURA, EVENTOS

Cinesul 2012

O Festival acontece do dia 12 de Junho a 01 de Julho no Centro Cultural dos Correios e até dia 24 de Junho no CCBB Rio. (Ver Programação).

“O Cinesul – Festival Ibero-Americano de Cinema e Vídeo foi criado, em 1994, no Rio de Janeiro como uma mostra de cinema e vídeo dos países do Mercosul, a partir de uma iniciativa do Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro, tendo ampliado seu alcance já em sua terceira edição.

Em 2002, tornou-se um festival com mostras competitivas e ao longo desses anos, cresceu e se estabeleceu definitivamente como uma vitrine da produção cinematográfica latino-americana. Desde a edição de 2006 passou a aceitar nas mostras competitivas trabalhos da Península Ibérica por conta do grande número de co-produções que Portugal e Espanha têm com os países latino-americanos e, em 2008, a organização do festival passou a aceitar trabalhos em todos os suportes.

O Cinesul é fruto do trabalho da Pulsar Artes e Produção, empresa constituída pela pesquisadora e jornalista Ângela José do Nascimento (1956-2007) e pelo produtor e pesquisador Leonardo Gavina.”

Texto disponível aqui.

Deixe um comentário

Arquivado em EVENTOS

Lançamento no Cinesul 2012 de livro realizado pela PRALA

“O livro contém onze ensaios, extraordinariamente diversos, que assinalam e explicam as tendências inovadoras tanto das realizações fílmicas do Brasil e do México, como na forma de suas análises e crítica.” (Aleksandra Jablonska)

Brasil – México: é uma realização da Plataforma de Reflexão sobre o Audiovisual Latino-Americano (PRALA) . Aproximações cinematográficas é resultado da aproximação entre investigadores brasileiros e a cinematografia e Academia mexicanas. Na primeira parte do livro, os artigos comparam diferentes aspectos das produções audiovisuais mexicana e brasileira. Na segunda, encontram-se reflexões sobre momentos centrais da história do cinema mexicano, gêneros narrativos, mudanças de tratamento de algumas temáticas ao longo do tempo e estudos de certos realizadores e filmes.

São 11 os autores dos textos, todos pesquisadores de cinema latino. Entre eles, estão Tunico Amancio, acadêmico formado pela Universidade de São Paulo, e Marina Cavalcanti Tedesco, cineasta e professora da UFF, também organizadores da publicação.

Lançamento no Cinesul 2012

Dia 30 de Junho às 15 horas – Centro Cultural Correios

Título: Brasil – México: aproximações cinematográficas
Autor(es): Tunico Amancio e Marina Cavalcanti Tedesco (org.)
ISBN: 978-85-228-0676-8b
Editora: Editora da UFF
Data da Publicação: 2011
Edição:
Idioma: Português

Deixe um comentário

Arquivado em PUBLICAÇÕES

Plataforma de Reflexão sobre o Audiovisual latino-americano

“A PRALA é um grupo de estudos sediado no Laboratório de Investigação Audiovisual do Instituto de Arte e Comunicação Social da Universidade Federal Fluminense, com pesquisadores e estudantes dos Departamentos de Cinema e Vídeo e de Estudos Culturais de Mídia, bem como do Programa de Pós-graduação em Comunicação, aberto à participação de pesquisadores de outras unidades e de outras instituições.

“A PRALA foi criada em 30 de setembro de 2010 e seu principal objetivo é desenvolver pesquisas no campo audiovisual latino-americano, com ênfase na atividade cinematográfica. Ela é a consolidação de um programa de estudos iniciado há alguns anos no âmbito da disciplina Cinema Latino Americano (GCV 00122), e da prática extensionista efetivada no Cineclube Sala Escura, especializado na exibição de filmes latino-americanos, através de suas sessões mensais no Cine Arte Uff de Niterói e na Cinemateca do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro.

“O conjunto de todas essas atividades reuniu um grupo de interessados que, à medida em que se foram qualificando na Universidade nos diversos níveis, graduação, mestrado e doutorado, sentiram necessidade de se integrarem em um projeto comum de articulação de pesquisas e de consolidação de uma estratégia de ação acadêmica.

“A PRALA pretende se organizar em torno da publicação de textos (o primeiro deles – o livro BRASIL/MEXICO: aproximações cinematográficas foi publicado pela Editora Universitária da UFF, EdUFF), da oferta de cursos em diferentes níveis, da organização de encontros, congressos, mostras e de um sem número de atividades que visam prospectar, analisar, refletir e divulgar informações sobre a atividade cinematográfica na América latina, dentro de uma perspectiva histórica, estética e política.

Deixe um comentário

Arquivado em PRALA